Fim dos likes: como essa decisão do Instagram impacta no seu negócio?

fim dos likes

Que o marketing digital se tornou essencial para as empresas, a maioria das pessoas já sabem. Através do conteúdo inteligente, disposto em sites, e-mail e, principalmente, redes sociais, é possível atingir um maior número de pessoas e, consequentemente, aumentar o volume de clientes e de vendas para a empresa. Dependendo do objetivo e do ramo de atuação do negócio, as redes sociais são as que mais proporcionam esse retorno.

Facebook, Instagram, LinkedIn, entre outras opções de redes, podem alavancar ou caso alguns fatores ocorram, como o marketing digital ser mal planejado, por exemplo, derrubar a sua empresa. Além de um marketing digital mal direcionado, outro fator que pode influenciar no sucesso da empresa nas redes são as alterações que as próprias redes realizam.

Exemplo mais recente disso, foi apresentado neste mês, com a decisão do Instagram no episódio do fim dos likes. Segundo a empresa, o intuito é diminuir a concorrência e perseguição por likes, a fim de estimular a valorização dos conteúdos e compartilhamentos de conteúdos.

Dessa forma, a nova decisão permite apenas que o próprio usuário saiba quantas curtidas a sua publicação obteve. Amigos não conseguem ter essa informação como acontecia antes. A quantidade de visualizações de vídeos, também passou a ser escondida.

Muitas empresas e influenciadores digitais se utilizavam dessa ferramenta, aparentemente simples, para se destacarem perante a concorrência nas redes, que continua sendo bastante volumosa e também para medir os chamados KPIS Indicadores de desempenho.

Apesar do fim dos likes ainda ser uma decisão ainda piloto, ou seja, ainda não é definitiva, já conseguiu gerar muita discussão e incertezas para aquelas pessoas que trabalhavam com a rede e dependiam de certa forma dessa ferramenta de likes para seus resultados. Grande parte das empresas e dos influenciadores digitais foi impactada com a notícia. Resta saber agora como essa medida poderá impactar os empreendedores.

Dificuldade para as ações de ações de benchmarking

Apesar do “fim dos likes”, o usuário ainda consegue visualizar quem curtiu suas publicações. Por conta disso, na prática, as empresas ainda poderão mensurar seus resultados como antes. Porém, o que dificulta é em relação à análise comparativa com a concorrência, ou seja, o benchmarking. Esse processo, bastante difundido no marketing digital, visa examinar como as empresas ou a empresa concorrente realiza uma função específica, a fim de melhorar a forma como a sua empresa realiza a mesma.

Isso vale para os indicadores de desempenho que quando comparados com os dos concorrentes, podem proporcionar feedbacks e alterar estratégias da empresa. Além disso, analisar as curtidas também podia facilitar na pesquisa por assuntos do momento que mais estão atraindo os interesses dos clientes, a linguagem mais assertiva, o modelo de conteúdo, etc. Sem visualizar o que rende curtidas para o concorrente, como avaliar o que funciona ou não no Instagram para o seu negócio?

Aprimoramento do conteúdo

Como a própria justificativa da empresa já sugere, muitos usuários do Instagram pouco se importavam com o conteúdo das publicações e isso se aplica tanto para os próprios posts, como para quem eles seguiam, ou seja, uma empresa ativa na rede social, que publicava um conteúdo mediano, com pouca interatividade, mas que possuía bastantes seguidores e likes, acaba atraindo mais atenção do que uma que não tinha o mesmo sucesso quantitativo.

Assim, o quantitativo era mais importante do que o qualitativo. Agora, com a remoção da visualização dos likes, as empresas e os influenciadores não poderão contar mais com o sucesso de likes, mas sim investir em conteúdos realmente atrativos ao ponto de reterem a atenção dos usuários e serem compartilhados por eles.

Dessa forma, a originalidade, a inovação, o cuidado com o estudo da linguagem, fotos atrativas e de qualidade, entre outros parâmetros passarão a ser importantes para que haja um retorno positivo para a empresa.

Mudança de parâmetros

Montantes de curtidas podem sim, significar popularidade, mas não se transformam automaticamente em leads e conversões, ou seja, a partir de agora as empresas e os influenciadores irão alterar seus parâmetros para valorizar, de fato, o que gera leads e conversões. Com isso, as estratégias e as metas do marketing digital irão mudar.

Convencimento de marcas

Muitas empresas e influenciadores trabalham com outras marcas para apoiar ou até mesmo patrocinar suas publicações. É uma espécie de parceria que beneficia ambos os lados no sentido de propaganda e aumento de vendas. Para conseguir tais parcerias, o número de likes conseguidos nas publicações era muito relevante e usado como parâmetro para avaliar determinada empresa ou influenciador.

Agora, com o fim dos likes, como essas marcas irão avaliar seu futuro parceiro? Será preciso analisar agora outros fatores, como o número de compartilhamentos, os comentários nos posts e o conteúdo em si que é oferecido. Substituir os likes pelo número de seguidores não é uma alternativa de métrica, pois este indicador já há muito tempo não é de tanta relevância assim, pois as agências sabem que o que importa é o grau de engajamento das publicações e do perfil. É o que gera conversão de fato.

Como agir?

É importante ressaltar que as redes sociais não podem ser vistas como um fim, mas sim como um meio para adquirir mais clientes, entrar em contato com eles, estabelecer um relacionamento saudável e expor positivamente a sua empresa ou marca, ou seja, não é a única fronteira ou a principal delas, mas sim um complemento da estratégia de marketing digital.

Por isso, a saída é focar na qualidade do conteúdo em primeiro lugar. Priorize a transmissão de informações sobre o seu negócio e o mercado em que ele está inserido, se utilizando de uma linguagem pessoal e original, que converse com os seus seguidores de forma única e personalizada.

Utilize a rede para publicar fotos de qualidade que exemplifiquem ao máximo o seu produto ou serviço. Quanto mais imagens, melhor para identificação do cliente. Invista também em outra ferramenta da rede, os stories. Eles podem servir para que você compartilhe notícias em tempo real, promoções, lançamentos de novos produtos ou serviços, compartilharem modos de produção, entregas, entre outros conteúdos relevantes para o seu público. Lembre-se: a interação é a alma da rede social e do negócio!

Conheça agora Mesmo a maior comunidade de vendas no Instagram do Brasil por aqui!